Um pedaço do Paraíso...

A história de Trancoso se inicia quando a esquadra de Pedro Álvares Cabral aportou no dia 22 de abril de 1500, exatamente na foz do Rio dos Frades, tomando posse da nova terra para o rei de Portugal. A população nativa de Trancoso é descendente da população que primeiro habitou e fundou a aldeia jesuíta, antes denominada São João Batista dos Índios, que teve sua fundação em 1586. A maior parte do tempo, de lá para cá, Trancoso não passava de um ponto desconhecido, vivendo apenas da pesca e de poucas plantações no entorno da vila, até que, finalmente, foi descoberta pelos hippies, na década de 1970.

um paraíso chamado...

Trancoso

Nessa época, Trancoso ainda era apenas um conjunto de casas em torno de um grande gramado, chamado de “Quadrado” pela população local, tendo ao fundo uma igreja emoldurando uma belíssima paisagem, com uma visão panorâmica do mar. O Quadrado, hoje chamado de Praça São João, é atualmente o Centro Histórico de Trancoso, onde podem ser visitadas casas da época da colonização, com prédios administrativos já desativados, mas em sua maioria ainda bem conservados.

IMG-OUR
IMG-OUR
Centro Histórico

Quadrado

O Quadrado continua sendo a praça principal da vila, com as mesmas casinhas coloridas emoldurando o gramado, tendo a igrejinha branca ao fundo como o coração da aldeia, sendo o centro das atenções: é ali que tudo de bom acontece. É onde você consegue ler na arquitetura toda a história de Trancoso como se ela estivesse escrita no tempo que não passou.

Um charme de...

Casinhas

A maior parte das casinhas simples tornou-se comércio, onde podem ser encontrados bares, restaurantes, lojinhas de artesanato e pousadas com muito estilo, além de algumas butiques de grifes famosas, também atraídas pelo turismo local.

IMG-OUR